Seta_left Seta_right Seta_back

1 ª Prémio - Concurso" Olhar a Pobreza com Olhos de Ver..."  -  Viseu,  2010-10-28

Concurso: “Olhar a Pobreza com olhos de ver…”

 

Título do trabalho: “Caminho contigo…no Largo da vida…”

 

Subtítulo: “Santar, à noite, também é bonito.” Utente: Sara Silva, 91 anos

A Santa Casa da Misericórdia de Santar abraça esta causa com a mesma motivação com que todos os dias cuida de quem mais precisa e lhes dá a força para continuar. Por entendermos que esta é uma causa nobre, decidimos aliar-nos a este projecto com a vontade de “pintar o sentimento” que todos os dias caminha connosco, tal e qual como o vemos e sentimos.

A nossa Instituição tem vindo a desempenhar ao longo dos últimos anos, um papel relevante no âmbito da Acção Social, sobretudo no que concerne à protecção e apoio a utentes com idade adulta avançada no concelho de Nelas.

A experiência no terreno, tem revelado que existe uma larga maioria de utentes, inseridos em contextos desfavorecidos e em risco de isolamento social.

É por este motivo, que escolhemos transpor para a tela, as cores escuras como pano de fundo e que esboçam a realidade com que diariamente nos deparamos. São cores frias, que representam o lado sombrio e solitário da terceira idade, associados à dimensão do abandono e esquecimento a que são votados e que alegoricamente traduzimos numa escolha de imagem da vila de Santar à noite. Na imagem, encontra-se ainda retratada a fachada do Centro de Dia, o Largo da Misericórdia e as Habitações, que por detrás do edifício principal pretendem simbolizar toda a população que apoiamos.

O subtítulo do quadro, foi inspirado numa frase de uma utente nossa, que quando olhou pela primeira vez a tela, reconheceu a vila onde nasceu e viveu toda a sua vida.

As cores claras, dão cor e brilho ao cenário, são a expressão poética da intervenção que efectuamos enquanto cuidadores formais e que no fundo são o espelho do apoio prestado aos utentes em várias vertentes. Na área social, destacamos as valências de Centro de Dia e de Apoio Domiciliário e na área da saúde, a Unidade de Cuidados Continuados Integrados de Longa Duração e Manutenção. Em todas estas respostas sociais, a nossa acção centra-se, tanto quanto possível, na melhoria do estado geral do utente, na promoção do bem-estar e qualidade de vida, optimização das capacidades restantes, readaptação e reinserção familiar e social.  

Cada traço indelével de tinta representa a vida nas mais diversas formas. A mensagem final deste trabalho é essencialmente de esperança, de sonhos, de expectativas renovadas, numa viagem de sentidos e emoções que percorremos todos os dias de mãos dadas…

 

«Sinto que hoje novamente embarco
Para as grandes aventuras,
Passam no ar palavras obscuras
E o meu desejo canta por isso marco
Nos meus sentidos a imagem desta hora.

Sonoro e profundo
Aquele mundo
Que eu sonhara e perdera
Espera
O peso dos meus gestos.

E dormem mil gestos nos meus dedos.

Desligadas dos círculos funestos
Das mentiras alheias,
Finalmente solitárias,
As minhas mãos estão cheias
De expectativa e de segredos
Como os negros arvoredos
Que baloiçam na noite murmurando.

Ao longe por mim oiço chamando
A voz das coisas que eu sei amar.

E de novo caminho…»

                        Sophia de Mello Breyner

 

 

                                                                                                                     

 

Santar, à noite é bonito